7 de jun de 2010

Outras Breves Palavras

Achei que mantinha o diálogo...

Não posso dizer que já disse tudo
Ainda creio que não disse nada...
As palavras, quando não acompanhadas de um olhar
Tem pouco ou nenhum valor...
É o que minhas experiências me repetem
Com irritante insistência
E insistente contundência...

Pedem-me que me aposente...
Que deixe de construir castelos.
Já prometi que sigo este conselho
Mas costumo mentir...

(Junho de 2010)

6 comentários:

  1. Não siga conselho nenhum de quem tirar-lhe as ilusões ou os sonhos, a gente precisa deles!

    Adoro te ler Nando!

    beijos

    ResponderExcluir
  2. É verdade, Nanda!


    “Carregamos no peito, cada um, batalhas incontáveis. Somos a matéria perigosa das lutas. Projetamos a perigosa imagem do sonho. Nada causa mais horror à ordem do que homens e mulheres que sonham. Nós sonhamos." (Pedro Tierra)

    Acho que iss diz muito...

    Obrigado por cometar, Nanda!

    ResponderExcluir
  3. "As palavras, quando não acompanhadas de um olhar, Tem pouco ou nenhum valor..."

    É a melhor frase, palavras tem um peso enorme, mas quando ditas com sinceridade e acompanhadas de um olhar sincero.
    O texto como sempre muito perfeito né Nando. Adoro tudo que você escreve, meu poeta.

    bj :*

    ResponderExcluir
  4. SOU SUA FÃ, E SEMPRE VOU SER. EU NÃO ERA NO PASSADO PORQUE EU NÃO TE CONHECIA... AGORA QUE CONHEÇO POSSO DIZER QUE É PARA SEMPRE.. TE AMOOO MEU ÍDOLO.
    Nunca pare de escrever, o mundo precisa de suas palavras, você é único, foi selecionado entre vários e foi abençoado com esse dom maravilhoso da escrita. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que exagero Lara! rsrs

    Aprecio muito sua admiração, querida! Agradeço muito mesmo, apesar de não merecer...

    Obrigado pela visita, volte sempre!

    Abraço!

    ResponderExcluir

Pode se jogar, mas não esqueça a sua bóia, viu?