17 de dez de 2008

E haja sapatos!



Sabe aquela história da tal imagem que diz tudo? É mais ou menos por aí, essa postagem. Eu nem precisava escrever nada aqui, mas fazer o quê? Minhas mãos são iquietas.

É que o pessoal dos EUA - Bush e Companhia - e seus aliados e defensores neste mundão sem controle ainda insiste em pregar a popularidade do governo deste senhor no Iraque. Oras, amigos! O histórico do Bush não é lá grande coisa. Não se lembram da história das perigosíssimas armas nucleares no Iraque, que ninguém nunca viu (talvez além de perigosas eram invisíveis), e que mesmo assim causou uma guerra desnecessária e idiota? Depois reclamam quando o Chávez (outro gênio indomável) encapeta a figura do "Homem mais poderoso do mundo" perante a ONU... E depois reclamam e indagam por que será que os Estados Unidos pensam que podem tudo... É porque parece que podem mesmo! Derrubaram Saddan, conseguiram matá-lo e a todos os seus familiares ligados ao poder (e os caras são do país símbolo da liberdade democrática do capitalismo!), criaram um protetorado no Iraque e ainda andam aí, fazendo visitas surpresa... Aí haja sapato, né!

Não acho que o jornalista iraquiano tenha feito uma coisa que muitos de nós não teríamos feito com um pouco de sangue frio (ou quente, sei lá) e um sapato raivoso na mão. Verdade! Quando os deputados ou senadores vierem "consultar as bases" vou aconselhar um projeto de lei que determine que todos tenham o direito de jogar sapato no Bush. Aí quem vai dobrar a crise são as fábricas de sapato, porque, repito, haja sapato! 

Fernando Lago Santos - 17 de Dezembro de 2008

Um comentário:

  1. hehe! realmente... nw tem sapato que baste...rsrs.
    Então, sou eu que componho os poemas sim, passe por lá qnd quiser...rs...bjus!

    ResponderExcluir

Pode se jogar, mas não esqueça a sua bóia, viu?