8 de set de 2009

Algumas Coisas

Algumas Coisas

É exatamente isso. Algumas coisas e loisas que recolhi pela rua, como um “catador” de latas e papelão que vaga por aí coletando recicláveis... Sou catador de palavras, reprodutor da cultura popular moderna... Chega de metáforas!

  • Há alguns tempos atrás andava eu na rua quando me passa um carro de som anunciando um provável show que aconteceria na cidade. Era um show de uma dupla de cantores gospel, que se apresentariam no fim de semana. O locutor do carro dizia: “Vem aí, os canarinhos de Cristo.” Aí um amigo meu, presepeiro pra caramba: “Eu nem sabia que Jesus criava passarinho...”
  • O que se comemora em sete de setembro? – O sete de setembro, ora esta! – Como assim? – Nunca ouviu falar no desfile de Sete de Setembro?
  • No desfile de Sete de Setembro, o meu amigo: Todos os profissionais da saúde estão naquela ala da secretaria? – Acho que sim! – Meu Deus, e quem está cuidando da Saúde na cidade?
  • Ainda no desfile de Sete de Setembro: Viu as moças da saúde? – Que tem? – São bem saudáveis...
  • Ainda no desfile: Vou-me embora! – Calma aí, pô! Daqui a pouco vai passar a Banda Marciana. – A Banda o quê? – Banda Marciana, pô! Aquele pessoal de roupa chique, que bate nos tambores, tocam as cornetas... – Não seria Banda Marcial? – É a mesma coisa!
  • Na rua: Esse carro, o Ford Ka, foi inspirado na mulata brasileira. – Por que você acha? – As traseiras são iguaizinhas...
  • “Assistindo” Alma Gêmea: Ué, mas nessa novela a mulher não é reencarnação da outra? Como é que aparecem as duas? Quer dizer que ela tinha duas almas, é? - É, uma da TIM e outra da Claro!
  • Assistindo a Record: Amanhã, estréia Poder Paralelo! – Quem é Lelo?
  • Essa é só pros Teixeirenses: Preenchia-se a folha para a confecção da carteirinha da UNE. Quando o cara responsável por repassar as folhas à gráfica chegou, um cidadão perguntou: Ô, companheiro, aceitam essa carteirinha na Rua Mauá?
  • E os trocadilhos relacionados ao show do Capital Inicial: 1- Você foi no show do montante? 2- É amanhã o show do juros, não é? 3- Onde você estava, menino? - Estudando Matemática mãe! Onde, menino? – Neste instituto aqui, ó (mostra o ingresso) Capital Inicial. – Ah bom... 4- Vamos aproveitar que o show é do Capital Inicial pra revisarmos a aula passada sobre juros – Porra, professor, até aqui!
  • Na Avenida Lomanto Júnior – Eu tenho cara de pobre ou de pão duro? – Só essas duas opções, por quê? – Porque essas meninas que ficam na rua oferecendo cartão de crédito nunca me oferecem... Eu devo ter cara de um pobre que não pode pagar o cartão ou de um pão duro que jamais quereria fazer cartão. – Mas pra que você quer cartão? Não já tem o seu? Eu não quero, pô! - Mas elas podiam pelo menos me oferecer, ora! Oferecem pra todo mundo!
  • E mais uma sobre barba: Você fez a barba, né? – Puta, meu! Ce acredita que eu fui dormir e acordei assim? Deve ter sido a fada da barba, porque achei uma moeda debaixo do meu travesseiro...

Organizado (em algumas partes idealizado ou protagonizado) por Fernando Lago

2 comentários:

  1. Muito cômico Fernando...
    Morri de rir aqui, ao ler! Muito criativo vc!
    "Vem aí, os canarinhos de Cristo.Aí um amigo meu, presepeiro pra caramba: Eu nem sabia que Jesus criava passarinho..."
    Frases simples, que captados no momento exato, por quem se deixa ser atingido por elas, pode as traduzir da forma a qual foi descrito por vc.
    Muito engraçado mesmo!

    (Rosilene Rocha)

    ResponderExcluir
  2. Eu compartilho das mesma inquitações, nunca me pararam também. rsrsrsrsrs

    Muito bom

    ResponderExcluir

Pode se jogar, mas não esqueça a sua bóia, viu?