25 de abr de 2009

Ô nêgo!

Ô, nêgo!
Quê que tu viu pra ta assim?
Cê viu uma flor de jasmim?
Um orangotango brincando?

Ô, nego!
Cê viu um disco voador?
Tu descobriu nova flor?
Por que teus olhos estão brilhando?

Ô, nêgo!
Parece que Cê viu passarinho verde!
Que tava no deserto e matou a sede!
Parece um Cabral que descobriu um Brasil!

Ô, nêgo!
Me diz o que te deixou tão feliz!
Também eu quero sentir-me assim, me diz
O que te fez ficar sorrindo a mil!

Se foram os olhos verdes da menina
Seus cabelos esvoaçando pelo ar
Se foi seu sorriso vivo de matar
A sua voz que ao mundo fascina
Se foi o doce som do seu cantar
Que à tua tristeza seca disciplina
E enriquece todo o teu olhar

Nêgo, amigo meu!
Também eu quero me enamorar!

Fernando Lago – 15 de Abril de 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode se jogar, mas não esqueça a sua bóia, viu?