20 de mai de 2010

Démence




Mais um diálogo poético...











Démence

Tenho muitos amores

Milhares de paixões tenho

Lutando entre si

Nesta luta do contrário

(negação da negação)

Não há um só vencedor

Só eu saio perdedor


Caminho nesta avenida

Carros atropelando gentes

Gentes atropelando subgentes

E alheios a tudo andam

Longe

Aqueles que deviam ver


Quem me dera

Minha lua

Madrinha desta rua

Pudesse eu ser normal

Com inquietações normais

Com normal inteligência

Mas não posso


A normalidade em mim é a loucura

A vida em mim é lúgubre

E anda cantarolando óperas nos ouvidos das moças tristes

Para fazê-las rir da minha cara


Não vejo a menor graça!

Ou meu espelho está quebrado?


Espelho, espelho meu!

Existirá nesse mundo

Homem besta como eu?


É besta mesmo!

Ao espelho não se pergunta o óbvio

À caneta se pergunta tudo

Se quiser ouvir sinceridade

É arrogante, mas franca


- Pena moderna minha

Responde-me com clareza

Amar-me-á alguém?

- Fernando, isso não sei! Sou caneta e não oráculo!

Use essa sua cabeça de pesquisador de araque

Pra saber desse pormenor


É mesmo desaforada!

Deixo-a de lado

Melhor deixar tudo mais

Respirar fundo, cochilar

Esperar que a vida passe

Dia após dia

Noite após noite

Que se vá a inquietação

Quero ao menos hoje descansar!


Fernando Lago Santos – 18 de Outubro de 2009

6 comentários:

  1. Espelho, espelho meu!

    Existirá nesse mundo

    Homem besta como eu?

    kkk pior q existe!.kk

    Bjinhos Nando.

    ResponderExcluir
  2. "Ao espelho não se pergunta o óbvio"

    "- Fernando, isso não sei! Sou caneta e não oráculo!"

    Que diálogo mais lindo Nando, tão contraditório, não?

    "Que se vá a inquietação Quero ao menos hoje descansar! "

    Eu gosto tanto de ver as coisas que você escreve, subjetivo, engraçado, muitas vezes sarcastico, e eu gosto muuuuuito disso. Você me inspira, lindo.

    bjs :*

    ResponderExcluir
  3. Espero em breve ser apresentado a esta raridade... Beijo, Simone!

    Taynara, sua linda!
    Também gosto muito do que você escreve, mas não vou dizer de novo pra você não ficar vaidosa! :p

    Obrigado pelo comentário, geniazinha linda!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. É um privilégio ouvir você conversando com a caneta.

    rs

    Descanse bem neste final de semana.
    Um beijo bem carinhoso!

    ResponderExcluir
  5. Obrigado, Novinha!
    Meu é o privilégio de te ter por aqui!

    Abraço!

    ResponderExcluir

Pode se jogar, mas não esqueça a sua bóia, viu?