5 de jan de 2012

No Balanço desse Mar...





Sincero
O meu coração versa
A nossa primeira conversa.

I
Não sei o que havia 
Quando a via, 
Além da via.

II
Tua voz
- Esse concerto -
Me deixou em 
Desconserto.

III
Minha vida 
Amor, é nada 
Sem tua pele 
Amorenada...

IV
E riste, com quatro olhos
Os teus
E os meus
Nos teus

V
E calaram-se os motores 
Das pessoas 
E as vozes 
Dos carros

VI
Riste
O dedo em riste
Apontando minhas tolices

VII
No balanço desse mar
Conjugarei
O verbo amar

VIII
Deposto, 
És posto exposto
Ao posto.

IX
Em vão 
Busquei no vão 
O cheiro do seu perfume

X
Homessa! A promessa 
Que fizeste antes da partida 
Será um dia cumprida?


05 de Janeiro de 2011 (no Facebook)

Um comentário:

  1. Oi Fernando...

    Nossa tanta coisinha nova por aqui!!!
    Tá lindo!

    : )

    Um beijo!

    ResponderExcluir

Pode se jogar, mas não esqueça a sua bóia, viu?