7 de jul de 2012

Ave!



Para Arianne Carla Barromeu

Como uma ave, seu olhar passeia
Perdido na estrada do infinito
Quando se encontra com outro olhar que o rodeia
Passa a enxergar-se em um mundo mais bonito

Doce sorrir que te acompanha aonde vais
Sem perguntar qual itinerário que o espera
Sem perceber que o tempo desacelera
Quando a candura do seu rosto se refaz

Como é divina a expressão do seu sorriso
Como é gracioso o seu jeito de menina
E a imagem que refletes, que voraz!

Contemplar-te, assim tão linda, traz uma paz
Que acalma e desconforta o juízo
Equilibra e ao mesmo tempo desatina

Pois tão doce criatura traz em si
Um pedaço de um mundo que é fantástico
Que nos tira do real, do rotineiro
E faz sonhar com tudo embelezado

Mas ao voltar os olhos para o mundo
O real é ao sujeito revelado
E ele perde o seu sonho como plástico
Que se estoura num momento sorrateiro

Mas há um jeito lindo de manter
O sonho vivo em mente, e com esperança
É só guardar a imagem do sorriso
Da moça sempre dentro da lembrança. 

Fernando Lago – 07 de Julho de 2012

Um comentário:

  1. Own, o que eu posso dizer? Simplesmente maravilhoso! Um dos melhores presentes que eu poderia receber, você conseguiu alegrar meu coração e abrir um sorriso enorme em mim. Eu agradeço a Deus por estarmos cultivando essa amizade entre nós. Você está sendo um dos meus portos seguros, de verdade! Amei! <3

    ResponderExcluir

Pode se jogar, mas não esqueça a sua bóia, viu?